Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

The secret life of plants

A minha inépcia com plantas merece alguma reflexão por parte dos portugueses.

 

Não vale a pena entrar por muitas histórias. Matei recentemente, em duas semanas, uma planta que a minha mãe tinha confiado à minha guarda com o clássico excesso de água. Durante a adolescência uma pessoa faz muitas asneiras, daquelas que entristecem uma mãe, mas nunca a vi tão desiludida como quando deixo morrer uma planta. Convencido que isto tem que acabar, decidi-me a comprar na segunda-feira três vasos com ervas aromáticas, seguro que o teor útil da planta faria nascer em mim o hortelão que ambiciono. Segunda-feira, à noite. Ontem cheguei a casa e já os orégãos tinham secado. É certo que fui enganado pela incompetência pedagógica do senhor que me vendeu as plantas, e que me convenceu que os orégãos exigem uma 'rega moderada', uma vez por semana, duas nestes dias de sol. Mas tenho a certeza que eu tenho algo mais do que as outras pessoas e que me impede a convivência com plantas.

 

Aos doze anos, eu e os meus amigos da rua, num 21 de Março, andámos a plantar árvores lá pelos jardins, uma cada um. Alguns deles já podem construir casas de madeira em cima das suas para os filhos brincarem. A minha transformou-se ao fim de um ano num cepo torto e agonizante a que tiveram que pôr fim passados nem cinco anos. Já tive animais, e foram criaturas felizes, saudáveis e ariscas, e posso garantir que é imensamente mais fácil.

 

Se vivesse naquele filme do Shyamalan em que as plantas começaram a matar pessoas, eu era o primeiro a ir.

publicado por Sérgio às 12:16
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO