Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

The Famous Five e Os Cinco

Desde pequeno que me faz confusão terem traduzido Dick por David e Georgina por Maria José. Se não fosse o Júlio, a Ana e o Tim tornava-se impossível ver a série inglesa depois de ler os livros traduzidos. Mas deixando pormenores de lado peço que atentem no genérico. Começa por apresentar a Zé antes do Júlio, demonstrando alguma propaganda lésbica às crianças até porque é a figura masculina mais proeminente. Recordo no entanto que 40% dos problemas eram resolvidos pelo Júlio e não pela Zé, volta e meia ela acobardava-se e eles recordava que ela era uma menina. Já na imagem ela aparece a fazer uma valente derrapagem de bicicleta com um olhar corajoso e profundo antes do Júlio tarzanar uma liana inglesa com cara de pânico. Depois aparece a Ana como uma amazona, embora na verdade ela fosse mais um problema que uma solução. Não fossem os ingleses uns cavalheiros e chamava-lhes meninos. De seguida o David (em inglês Dick) arrasta-se numa jangada dentro de um lago lamacento e sem motivo aparente cai à água. Ora este Dick era quem resolvia 5% dos casos. Seguiam-se a Zé com 4%, a Ana com 1% e o Tim com 50%. Este Tim aparece depois de todos os outros a cheirar o chão (talvez procurasse trufas para o pic-nic do dia seguinte) e de seguida corre para os quatro cachopos porque ele quer é festas embora seja um valentão.
Temos depois uma sequência do que eram os cinco; portas secretas, esconderijos, grutas, lanternas, castelos, ilhas, traficantes (antigamente chamados contrabandistas). E reparem quem entra impávido e pleno de coragem numa porta que se abre do nada? O David, o tal que cai no charco e é humilhado logo na apresentação. Temos então uma lareira com uma pequena arrumação para acendalhas mas o plano fica preso para dar a ideia que pode ser a entrada para o reino dos nano-bandidos locais.
Depois aparece o grande aliado, Quentin Kirrin, pai da Zé, tio dos restantes, um tipo culto, cientista, também com apetência para arranjar sarilhos e safar-se deles sabe Deus como. O plano seguinte são jóias que provavelmente conseguiram resgatar de uns tipos maus e voltam ao grupo a fazer festas ao Tim, afinal era ele quem safava quase sempre a coisa. E antes da imagem final dos Cinco a correrem na planície amarelada de Exbury, tenho apenas que sublinhar que nos créditos aparece primeiro o Júlio, depois o David e a Ana (talvez por serem irmãos) e só depois a Zé e o Tim (em inglês Timmy the Dog que afinal se chamava Toddy).
Para acabar de vez a música lembra-me Blur no início dos 90 com um coro de crianças a cantar. Confunde não é?
publicado por Manuel Padilha às 16:08
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO