Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Aquela coisa das correntes

Eu pessoalmente, até podia, mas este blogue, enqunto entidade em si, não tem moral para recusar o que quer que venha do blogue acausafoimodificada.

Assim sendo fiquem então com doze palavras que aprecio:

1. Amiúde - não é muito nem é pouco, é uma quantidade certa ali mesmo antes de fartar. Uma espécie de utilidade marginal óptima. Além de que é um útil filtro social que permite excluir imediatamente quem fizer trocadilhos parvos com 'a miúda';

2. Alimária - É um insulto sem resposta. Se me chamarem alimária eu não tenho como elevar a parada. Ou perco a discussão ou entro por uma espiral de violência física. E é muito musical. Alimária, alimária, alimária, alimária...

3. Percussão - começa por ser uma palavra coerente consigo própria. Percussão tem percussão (peço desculpa). E também porque até uma certa idade pensei que percussão eram teclados e só para aí aos vinte anos é que descobri que não se escrevia como quem escreve um 'percurso muito grande';

4. Bivalve - É muito raro envolver-me numa petiscada que não envolva bivalves de alguma espécie. E é divertido imaginar malta do Porto a dizer bivalve;

5. Disparate - Não se diz disparate vezes suficientes e é desarmante. Sobretudo naquele seu modo mais seco e sem mais nenhum complemento: "disparate!"

6. Cretino - Por simpatia, empatia até, eu gosto de coisas cretinas. É só.

7. Cruzeta - Cabide é uma palavra incompleta. Cruzeta além de mais definitivo dá logo uma ideia da construção do objecto. Quase se pode fazer um em casa só de ouvir a palavra. E além disso a minha mãe é de Trás-os-Montes;

8. Engenheiro - Pela confiança que esta palavra me dá. Médico ou sapateiro transmitem-me competência mas não uma segurança que o termo engenheiro me passa.

9. Ténis - Tenho o ténis aqui como mártir, pelo mal que as pessoas fazem às palavras. Transformar um desporto em calçado é dos episódios mais cretinos da História da humanidade.

10. Sapatilha - Porque lhe fizeram mal e anunciaram-lhe a morte de forma desonesta. A sapatilha está bem e recomenda-se, quanto mais não seja por poder ser dita no singular.

11. Cartilagem - Esta juro que não sei como aqui veio parar, mas é uma indiscutivel do doze inicial;

12. Peyroteo - Uma das maiores invejas que tenho aos sportinguistas é terem tido um gajo com este nome. Passei a infância a pensar nisto. Pietra não é mau, sobretudo em conjunto com Minervino. Mas não é a mesma coisa.

Mesmo que esta coisa não fosse para passar a ninguém eu passava isto seguramente ao Comboio Azul e ao Manuel Padilha aqui de casa porque é o diabo para escreverem aqui seja o que for, à Pacharina, à a_john e à minha mana, que não tarda tem o blogue deslincado, de tanto que lá escreve.
publicado por Sérgio às 12:43
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO