Quinta-feira, 10 de Março de 2005

Bons dias e um queijo

Agradeço ao meu distinto colega e camarada Le Fante esta oportunidade para escrever num local sério e bem frequentado, juntamento com o ilustre Proletário, criando assim um triunvirato que se espera vir a ser invencível. Agora só me falta que ele me apresente a raia com molho de pitau.

Ora como primeira posta, e porque as entradas costumam ser mais levezinhas (excepção feita a lugares de alto gabarito como o que o Le Fante gosta de nos apresentar nos seus aniversários), irei partilhar convosco um pequeno nada: nem mais nem menos do que um folhete de propaganda que hoje retirei da minha caixa de correio - a física, que ainda há quem lhe dê uso. Aparentemente para as mesmas coisas do que as electrónicas - spam em geral, correntes que não devem ser quebradas, tantras do Dalai Lama e afins.

Ora como dizia, o último folhete que me chegou às mãos era um daqueles papéis dobrados em três que promovem visitas a vários pontos da península, com várias ofertas e "interessantes demonstrações de produtos". Nada me move contra estas agências, quase sempre espanholas, mas no caso de hoje houve uma pequena particularidade: na frente do folheto lia-se "Desfrute um dia fantástico visitando Espanha!". Não me intrigou o "desfrute", visto que más traduções sempre as houve e já estou habituado, nem sequer o ponto de exclamação invertido no princípio da frase (e que aqui não reproduzi porque não faço a mínima ideia de qual é o código ASCII para escrever uma coisa que provavelmente jamais voltarei a utilizar), mas sim o destino turístico:

Olivenza.

Assim mesmo, Olivenza. Com "z" e proclamada espanhola. Ora eu nem sou muito dado a patriotismos bacocos, mas isto parece-me um bocado arrojado. Comecei imediatamente a construir mentalmente toda uma vasta teoria de conspiração, em que nuestros hermanos andam a condicionar os nossos compatriotas mais desfavorecidos a entregar-lhes o legado de Olivença, não por um prato de lentilhas ou um punhado de Dólares, mas por "um magnífico presunto de 4kgs. aprox., um fabuloso queijo de 1kg. e uma lata de atum de 1kg.". E como se não bastasse, ainda temos de pagar 28€ para negar e reescrever a nossa História! Onde é que isto já se viu?

O que eu sei é que a mim não me apanham eles na "rotonda de Alcantára"!
publicado por Comboio Azul às 12:16
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO