Segunda-feira, 1 de Agosto de 2005

Maus fígados

O nosso amigo Isauro, também conhecido por Gastão, sempre se notabilizou por ser um homem de sorte. Tem lugar para o estacionamento, apanha as conversas certas, encontra os tipos mais convenientes, enfim, o acaso tem-lhe sido generoso. Talvez por isso escarneça dos comuns mortais a quem a sorte diz pouco. Irrita-o que tantos apostem no jogo como forma de resolução das suas vidas. Mas olhe meu caro, excusa de se exaltar tanto. Por mim, não me importo de dar dinheiro à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e outras que tais, a ver se chega alguma sorte aos milhares de azarados a sério que existem neste país. Não é por ter gasto três euros que chego ao fim do mês a precisar da sopa dos pobres, fique descansado. Se um dia eu ganhar prémio que se veja, será dos primeiros a provar a lagosta, disso esteja certo.
publicado por Proletário às 15:39
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO