Quarta-feira, 9 de Agosto de 2006

le chic

Muito raramente acontece o Sr. Chico não estar a trabalhar desenfreadamente numa amêijoa, num bacalhau, num lavar de travessas. Mais raramente ainda entende que se pode sentar connosco e contar histórias antigas da Rua do Cruzeiro. É de uma raridade pelo menos semestral. Mas com uma capacidade de síntese completamente invulgar num dono de taberna conta-nos que junto ao seu estabelecimento encontramos um prédio comprado em 1958 por 3500 contos. Uma pechincha porque, garante, compraria na altura dez prédios daqueles, mas 'agora não, foda-se!'. Descubro ainda ter vivido num prédio, talvez o meu, um vencedor da Volta a Portugal, infelizmente não se lembrava o Chico do nome. Mas lembra-se de o ver já velhote a calcorrear as ruas de Alcântara na sua bicicleta. Acho isto impagável. Mas a cereja no bolo é a história de um leitaria em frente ao seu restaurante, propriedade de um adepto fervoroso do Belém. Pois garante-me o Chico que não havia semana em que não parasse por lá o Matateu, ao volante de um vistoso Cadillac, consumindo ao balcão os bagaços e cafés que entendia por bem. A Rua do Cruzeiro merece uma História muito bem escrita, e eu que fui tão bem adoptado, ainda hei-de tomar em mãos a tarefa.
publicado por Sérgio às 01:26
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO