Sábado, 4 de Novembro de 2006

finalmente

O concerto de Chico Buarque de ontem, primeiro em Lisboa, foi praticamente tudo o que esperava. Ouvir o Carioca ao vivo confirmou-o como um disco muito bom. A ausência de tantos anos provocou inevitavelmente um concerto com muitas canções - algumas trinta - apesar de não ser extenso. Teve um pouco mais de hora e meia, soube logicamente a muito pouco. Decorreu ainda daí que todas as músicas tenham sido versões curtas de si próprias, única ponto que poderia apontar-lhe. Mas, novamente, dada a longa ausência terá sido uma escolha acertada.

Tive um inesperado golpe de sorte. Para além do Carioca, o outro disco em destaque, foi o Vida, que podia perfeitamente ser o melhor disco do Chico Buarque, caso alguém por absurdo precisasse de ordená-los. Ouvir quatro músicas de um disco que não é habitualmente tocado em concertos foi um presente simpático e, sobretudo, ouvir o Bye Bye Brasil, esse funk com a mais estranha das letras (talvez ver o filme pudesse ajudar).

E no fim, dois curtos encores de pôr a malta dos clássicos de pé, que talvez venham a ser responsáveis por encher o dia a mais que teve que ser adicionado aos concertos de Lisboa. Por mim, dia oito voltava ao Coliseu.

</li>
publicado por Sérgio às 15:36
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO