Quinta-feira, 28 de Abril de 2005

O suplente entra em campo

Meu caro Le Fante: Não seria melhor convidar o estimado Gil Eanes a juntar-se a esta casa? Ou vai ficar com essa arma no banco de suplentes sempre que precisar de argumentos para defender o seu Benfiquinha? Esse seu discípulo alinha também no discurso dos "proletários benfiquistas", que lutam contra os aristocratas de alvalade. É um paleio saloio, capaz de soar a música aos mais néscios adeptos da águia. Meus caros, em 2005 Sporting e Benfica são clubes populares, das massas, interclassistas e transversais. Lá porque nós estimamos os nossos jogadores e os conservamos no clube por longos anos, isso não faz deles "barões". Rui Jorge, Beto, Sá Pinto e Pedro Barbosa fazem muita falta à equipa. Não são os melhores do mundo, como qualquer benfiquista quando dá mais que três chutos seguidos na bola. Mas são de fiar. Mesmo que, como tantas vezes tem acontecido este ano, comecem muitos jogos no banco. Esta discussão ficará sem sentido daqui a duas semanas. No estádio da Luz.
publicado por Proletário às 09:49
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO