Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

Para a cadeia já!

Ontem vinha no carro a ouvir os tempos de antena dos movimentos do Não e eis que aparecem duas senhoras a contar as suas experiências abortivas. Uma diz que abortou duas vezes, coisa de que se arrepende largamente, e acha agora que o aborto "é crime". A segunda madame confessa que abortou "sete vezes entre os 17 e os 23 anos", mas agora também defende o "Não". O que estas senhoras não dizem é que, se o "Não" que elas defendem ganhar correm o risco de cumprir penas de prisão que podem chagar até aos seis e trinta e cinco anos respectivamente (isto por soma aritmética simples da pena máxima prevista para o crime de aborto, salvo o cúmulo jurídico). Não ouvi nenhuma delas dizer "sou criminosa, mereço ser presa". Estranho crime este...
publicado por Proletário às 12:27
link do post | comentar
1 comentário:
De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2007 às 15:30
Solidariedade feminina a funcionar: já não estou em idade fértil, já não tenho de me preocupar. Eu no meu tempo também sofri, as miúdas que sofram também... Portugal no seu melhor...

Comentar post

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO