Quinta-feira, 11 de Agosto de 2005

Só mais uma machadada

A Autoridade da Concorrência confirmou ontem o que já toda a gente sabia. Depois de meses a fingir que estavam a pensar seriamente no assunto, os membros da Autoridade autorizaram Joaquim Oliveira a ficar com o DN, JN, 24Horas, TSF e mais uma série de publicações que fazem dele o segundo maior proprietário de meios de comunicação social em Portugal. A forma como isto tudo se passou é absolutamente vergonhosa. Depois de anos de conversa fiada dos nossos políticos de 25ª categoria sobre a concentração dos média e a liberdade de imprensa e o blá blá blá do costume, estes incompetentes resolvem vender todo o grupo Lusomundo Média a um único comprador, apesar de haver sete interessados na corrida. Aparece finalmente a oportunidade de diversificar o mercado e estes animais dão tudo de mão beijada ao Oliveira. Depois vem esse cadáver putrefacto da Alta Autoridade para a Comunicação Social dizer que não diz nada sobre o assunto porque não tem competência. Não se pode eliminar esse corpo abjecto e obrigar todos os pançudos que lá andam a ir trabalhar? Há dias em que este país me causa náuseas.
publicado por Proletário às 12:34
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO