Sábado, 4 de Junho de 2005

Quinas

É sabida a tendência dos jogadores do Porto, em certos momentos do campeonato, em festejarem os golos através de um movimento rápido (vulgo corrida) da baliza para a linha lateral, num percurso paralelo à linha de fundo, expressando a sua alegria e satisfação de forma moderada gritando "Golo, filhos da puta!"
O que torna esta celebração tão peculiar é o facto de a corrida e o grito serem acompanhadas por um pequeno gesto de braço/mão, consistindo o mesmo na junção de dedo médio com o dedo indicador sobre o antebraço contrário, de forma a tocar repetidamente nas quinas (símbolo nacional) que representam a conquista do campeonato anterior. Todo este ritual é uma forma de lembrar os adeptos adversários, conhecidos pelos seus problemas de memória, quem é o detentor do ceptro.

Vem isto a propósito da transferência do ano (ok, da semana) que foi a contratação do Sokota pelo Porto. É que ninguém me convence que o objectivo do Pinto da Costa não foi arranjar maneira de ter um jogador no plantel que pudesse celebrar da descrita maneira. Nem que fosse tocando nas quinas virtuais.
publicado por joaovelhote às 11:19
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO