Segunda-feira, 29 de Maio de 2006

Antes que a coisa comece...

Quero desde já deixar aqui registado que não espero grande coisa de Portugal na Alemanha. Como sempre nestas ocasiões, o comércio e mais uns quantos optimistas andam a querer fazer da selecção um gigante que não é. Temos uma equipa jeitosinha, que não envergonha ninguém, mas deixemo-nos de megalomanias. Há a obrigação de chegarmos aos oitavos de final para escaparmos a uma grande vergonha, mas depois depende do dia e da sorte. O único jogador português que poria no meu onze ideal chama-se Ricardo Carvalho e esse não marca golos (ou, pelo menos, não tem essa responsabilidade). E isto não tem nada a ver com a desgraça dos sub-21, também ela obra de um excesso de expectativas. A verdade é que os pupilos de Scolari, tirando o anormal 7 a 1 à Rússia, não produzem uma exibição de encher o olho desde o Euro 2004. Falta fio de jogo, falta domínio de jogo, falta constância e falta um gajo contar que a coisa vai correr bem antes do apito inicial. Oxalá me engane.
publicado por Proletário às 19:59
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO