Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

Sábado começa o Tour

e os alemães lá vão lamentando a geração em que nasceu o Ulrich, por um lado, o apetite dele por outro e vão-se preparando. Aqui há uns dias numa entrevista a uma revista perguntaram-lhe como era a sua relação com o Armstrong. Responde que o americano «é um rival desportivo mas não é um amigo». E para que não reste qualquer dúvida que nos pudesse ainda assaltar, avança «Nem sequer tenho o número do seu telemóvel!»

Resumindo, não o conhece nem nunca mostrou interesse nisso.
publicado por Sérgio às 13:44
link do post | comentar

Futból nas Alturas!

Cusco esteve hoje em festa. O Cienciano, clube aqui da terra, ganhou 3-1 ao Alianza Lima. Será que os 3.400 metros de altitude a que está Cusco influiram no resultado final?
publicado por O Escravisauro às 04:00
link do post | comentar
Quarta-feira, 29 de Junho de 2005

Saudade

Quando li o titulo do ultimo post pensei que ias falar de navalheiras, caracois, bifinhos de cebolada, imperiais e canecas (pretas e brancas)...
publicado por joaovelhote às 15:08
link do post | comentar

Chico - o mito

Já me começa a incomodar esta história de toda a gente se cruzar com o Chico Buarque em Lisboa e eu nepes. É que não é um sítio, nem dois. Parece que é toda a gente. Quer-me cá parecer que isto é gente que combina e quer entrar no snopes à força e então vai de que o vêem na rua, que jogou à bola ali num pavilhão, que foi a uma loja, que almoçou ali num restaurante. Como vos topo à légua junto-me, queiram ou não, à task-force para a criação do mito urbano. Aliás juntamo-nos os cinco que até o Gil Eanes parece que o viu este fim-de-semana ali em Alcântara, como quem vai para a sede d'Os Lusíadas, na direcção oposta ao balneário municipal. Eu pessoalmente garanto-vos que estava no Cachupa, eram quê?, umas quatro, cinco da manhã e vejo entrar o Chico. Pediu a lista, imaginem, no cachupa. Enfim, comeu só uma pecita de frango, e bebeu uma ou duas jolas. Eu infelizmente é que tive que me pirar cedo, que tinha umas coisas combinadas no dia a seguir de manhã e não fiquei muito tempo, mas diz que o Chico ainda pegou numa viola e cantou umas músicas do Caetano, pasme-se. Mas isto já não sei se é verdade, que contaram-me. Aliás, a verdade, é que parece que ele só cá veio para vir ver o concerto do Tom Zé sem ter chatices com a imprensa brasileira, porque nem é certo que se se encontrassem aquilo não desse asneira. Diz que aqui há uns anos ia havendo pêra. De resto quero ver se ainda o encontro mais uma ou duas vezes e lhe digo qualquer coisa. No Cachupa é que não tive tempo.
publicado por Sérgio às 12:46
link do post | comentar
Terça-feira, 28 de Junho de 2005

Todavia o lago...

A Ilha Taquile já ficou lá atrás. Uma ilha no Lago. Um ilha de etnia Qechua numa área de maioria Aymara. Uma ilha de autencidade linguistíca e étnica num país de cultura intrisecamente mestiÇa. Uma ilha de vida comunitária, pré-colombiana, com igualdade e separaÇao durkheimiana de tarefas entre os sexos num Perú socialmente estratificado, (neo)colonializado, onde a masculinidade latina (leia-se hispânica) se impôe e aos seus vicios e trejeitos machistas...
Diziam-me hoje que acontecia por vezes, mesmo no seio de casais ditos indigenas e cujas feiÇoes o comprovam, surgir um filho de olhos e cabelos claros. Imagina o leitor, como eu o fiz, que a razao sera um saudavel e alegre encontro de racas e culturas num passado já longinquo e esquecido. A verdade é bem mais crua: uma das avós de um dos pais da crianÇa "caucasiana" terá sido violada por um dos conquistadores ou povoadores espanhóis.
É nesta concepÇao violenta, dramática e impotente da raÇa mestiza que é maioritária em quase toda a América Latina que se encontra a causa de toda a violência, drama e impotência para se adaptar ao dito mundo desenvolvido que encontramos em quase toda a mesma América Latina.
publicado por O Escravisauro às 04:16
link do post | comentar

Ainda o Lago...

Navegamos há já algum tempo. Algumas horas mesmo. Navegamos como se fosse no mar. Mas nao estamos no mar. Estamos, na verdade, a 3.800 metros acima do nível do mar... Navegamos de regresso a Puno, em meio do Lago Titicaca. Este é, na verdade, o lago mais alto do mundo onde é possível fazê-lo. Navegar... Que, como sabem, é preciso.
publicado por O Escravisauro às 04:06
link do post | comentar

As coincidências flutuam

Curiosidade das curiosidades que o abaixo mencionado leitor e camarada JP me tenha ligado hoje de manha estando eu num cenário deveras invulgar: um ilha flutuante em meio do Lago Titicaca. Os antigos Uros, para fugirem aos invasores Incas, decidiram pôr maos à obra e construir as suas próprias ilhas com totora, uma vegataÇao lacustre que abunda no lago. A partir dai ninguém mais os apanhou e ainda hoje os seus antepassados vivem nestas ilhas com cerca de 2 metros de espessura e verdadeiramente portáteis. Inclusivé, quando alguns hos habitantes duma ilha se chateiam, cortam a ilha a meio, vai cada um para seu lado, e acabou-se a discussao.
JP, espero que tenha sabido responder às tuas dúvidas. Se nao, volta a ligar. Para que nao me apanhes desta vez... sei lá... a dormir, nao te esquecas das 6 horas de diferenca horaria.
publicado por O Escravisauro às 03:53
link do post | comentar
Segunda-feira, 27 de Junho de 2005

Ao nosso leitor

Camarada JP:

Em Gibraltar, quando um avião aterra, a avenida larga que serve de pista fica bloqueada ao trânsito. Aparecem uns bifes de metralhadora na mão e podes ter a certeza de que ninguém fica na dúvida se o avião aparece ou não. Já em Espinho, nem uma motoreta da GNR se digna a passar por lá. Lanço uma outra dúvida: será que os pilotos estão obrigados a usar colete reflector quando param a avionete na beira da estrada?
publicado por Proletário às 15:27
link do post | comentar

Na ausencia dos mesmos

Quem e que se apresentava pela direita? A avioneta ou o automovel?
publicado por joaovelhote às 14:55
link do post | comentar

Da dificuldade de comunicar com o Pitau

Desta feita através de msn:

JP diz:
bem
JP diz:
o blog nao dá para pôr comentarios
JP diz:
portanto fica aqui o link
JP diz:
sobre a discussão da pista de aviação
JP diz:
vejam aqui
JP diz:
em Gibraltar, a estrada que atravessa o AEROPORTO tem.. SEMÁFOROS!
publicado por Sérgio às 14:23
link do post | comentar

Pesquisar

coisos

Arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

blogs SAPO